Aquaristas ajudam a salvar peixes raros da extinção

 Matéria traduzida da publicação NewScientist .


Manter peixes como hobby pode prejudicar a vida selvagem, mas também pode ajudar a salvar espécies ameaçadas. Amantes do aquarismo  estão mantendo vivas 30 espécies de peixes, agora consideradas extintas na natureza, ajudando a preservar centenas de outras espécies.


“Muitas espécies já extintas na natureza só existem porque estão sendo mantidas e criadas por aquaristas” disse Jose Valdez, da Universidade de Aarhus na Dinamarca.




O comércio de animais de estimação geralmente faz parte do problema. Por exemplo, o peixe-palhaço desapareceu de alguns recifes depois de se tornarem populares como animais de estimação após o lançamento do filme “Procurando Nemo” em 2003. Às vezes peixes marinhos, ainda são capturados vivos com cianeto, o que danifica os recifes de corais. E muitas espécies invasoras prejudiciais são liberações ou fugas de aquários.


"Há casos em que o comércio de animais de estimação tem sido prejudicial", diz Kapil Mandrekar, da Universidade Estadual de Nova York. “Mas agora muitos peixes são criados em cativeiro ou capturados de forma sustentável com a ajuda das comunidades locais” diz ele.


O programa de preservação de peixes The CARES (Conservação, Consciência, Reconhecimento, Incentivo e Apoio), fundado pela entusiasta Claudia Dickison em 2004, está fazendo muito mais. Está incentivando os criadores de peixes a manter e criar peixes ameaçados de extinção para ajudar a preservar populações viáveis. 


A The CARES compilou sua própria lista de quase 600 peixes de água doce, que agora foram avaliados e comparados com listas oficiais de espécies ameaçadas de extição de Valdez e Mandrekas. A dupla encontrou 80 espécies na lista da The CARES que ainda não foram formalmente descrita pelos cientistas. 


A lista de espécies que a The CARES diz que está extinta na natureza também inclui 30 espécies adicionais às da Lista Vermelha de espécies ameaçadas mantidas pela União Internacional para Conservação da Natureza. Os membros do programa de preservação mantêm populações destas espécies ameaçadas vivas.


Muitas das espécies da lista CARES não têm valor comercial como peixe de estimação e não são carismáticas o suficiente para muitas organizações de conservação, diz Mandrekar. Portanto, se eles não estivessem na lista, ninguém faria nada para preservá-los.


A dupla não verificou independentemente as avaliações da The CARES. Mas Valdez diz que muitos dos aquaristas dedicam seu tempo a determinados peixes e até fazem viagens de campo para estudá-los em estado selvagem.


“Como são apaixonados e estão diretamente envolvidos com esses peixes, têm mais conhecimento do que os próprios cientistas, que não têm o luxo de estudar um pequeno subconjunto de peixes em um lago específico ou viajar para áreas remotas onde habitam espécies de peixes cientificamente não importantes.”, Afirma Valdez.


Se você quer ajudar a salvar espécies, também pode participar, diz Mandrekar. "Desde que você tenha um bom entendimento de como cuidar de um aquário, é algo em que você pode se envolver."

Aquaristas ajudam a salvar peixes raros da extinção Aquaristas ajudam a salvar peixes raros da extinção Reviewed by Kauar on abril 08, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário